segunda-feira, 8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher




Poema Dedicado ao Dia Internacional da Mulher

Que o outro saiba quando estou com medo e me tome nos braços sem fazer perguntas demais.
 Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta. 
Que o outro aceite que eu me preocupo com ele, e não se irrite com minha solicitude, e se ela for excessiva saiba me dizer isso com delicadeza ou bom humor. 

Que o outro perceba minha fragilidade e não ria de mim, nem se aproveite disso. 
Que se eu faço uma bobagem o outro goste um pouco mais de mim, porque também preciso fazer tolices tantas vezes.

Que se estou apenas cansada o outro não pense logo que estou nervosa, ou doente, ou agressiva, nem diga que reclamo demais. 
Que se começo a chorar sem motivo depois de um dia daqueles, o outro não desconfie logo que é culpa dele, ou que não o amo mais.

Que se estou numa fase ruim o outro seja meu cúmplice, mas sem fazer alarde nem dizendo: "Olha estou tendo muita paciência com você!"

Que se me entusiasmo por alguma coisa, o outro não a diminua, nem me chame de ingênua, nem queira fechar essa porta necessária que se abre para mim, por mais tola que lhe pareça.



Que quando sem querer eu digo uma coisa bem inadequada diante de mais pessoas, o outro não me exponha nem me ridicularize.
 Que quando levanto de madrugada e ando pela casa, o outro não venha logo atrás de mim reclamando: "Mas que chateação essa sua mania, volta para cama!" 

Que se eu eventualmente perco a paciência, perco a graça e perco a compostura, o outro ainda assim me ache linda e me admire
. Que o outro - filho, amigo, amante, marido - não me considere sempre disponível, sempre necessariamente compreensiva, mas me aceite quando não estou podendo ser nada disso. 

Que, finalmente, o outro, entenda que mesmo se às vezes me esforço, não sou, nem devo ser, a mulher-maravilha, mas apenas uma pessoa: vulnerável e forte, incapaz e gloriosa, assustada e audaciosa... uma mulher. 


Fonte: Autor desconhecido

Apesar de crer que todos os dias são Dias das Mulheres,
 guerreiras, batalhadoras,  vitoriosas.
pacientes, impacientes, amantes! e muito mais,
é sempre bom receber um PARABÈNS!
então, 
PARABÈNS, à todas as amigas que por aqui passarem!

4 comentários:

EDUARDO POISL disse...

MULHER II

Mulher é a expressão maior do amor
É semelhante uma flor
Consigo carrega o perfume
Que encanta e da alegria a vida.
Deixando-a mais sensível, alegre e bonita.

Mulher é a musa do poeta
Que em versos expressa o carinho
A sensibilidade, a delicadeza
A sexualidade e toda a beleza
Que há neste Ser de olhar frágil
Meigo e amável
Fonte inesgotável de inspiração.

Mulher é a manifestação
De um Deus invisível
Que se torna visível
No amor e ternura que nela há
Onde seu Ser se esvazia
Amando com total dedicação.
O Ser amado e sua criação.
Quando ama, ama sem limites
Mesmo que a dor
Seja sua constante companhia.

(Ataíde Lemos)

"FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER!!"
Abraços com carinho

Carla disse...

Delicioso texto, amei. Um feliz dia da mulher para voce também e que todos os dias sejam também dias da mulher. Beijão e uma boa semana

calma que estou com pressa disse...

oi Rasena! que belo texto - quem não qer tdo isto - ser amada e ser livre!
ter nossas crises, querermos ficar sós- só
bjs

Graça Pereira disse...

Há pouco estive aqui e não consegui entrar...seria a tua hora de almoço?
Podias ter-me convidado e eu almoçava contigo.
Minha Querida, deliciei-me com este poema quase nosso lamento... afinal, nós queremos ser amadas como somos, com as nossas fragilidades, com as nossas derrotas e vitórias...mas esquecem-se muitas vezes que nós não somos guerreiras de manhã até à noite.
Foi dos poemas mais bonitos e significativos que li, para o nosso Dia. Parabens.
Beijocas
Graça

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...